Recursos Humanos

Contratar ou não contratar: eis os critérios

A maioria dos candidatos a um processo de recrutamento pensam que a liderança é a principal caraterística procurada pelas empresas, na verdade as empresas raramente se focam nessa qualidade no momento de contratar. As empresas sabem que desenvolver uma capacidade de liderança, implica investir tempo a desenvolver as próprias competências, e é esse investimento em si próprio que lhe permite alcançar um nível de excelência e de liderança. Para as empresas importa primeiramente identificar quatros aspetos fundamentais: profissionalismo, pensamento crítico, trabalho de equipa e comunicação.

Em relação ao profissionalismo, é importante ter uma atitude perfecionista desde que a tarefa é recebida. As empresas procuram candidatos que coloquem dúvidas sobre as tarefas que lhes são pedidas, sobre o resultado esperado e o prazo de entrega. E que quando o trabalho for entregue, esteja num estágio quase final, quase pronto para ser visto pelo cliente.

Um candidato com um pensamento crítico aborda diferentes conceitos, expressando o seu pensamento próprio e mesmo que as suas opiniões, fujam ao pensamento convencional. O pensamento e análise do colaborador deve ser facilmente compreensível a todos os membros da equipa, e deve basear o seu pensamento em fatos e dados quantitativos. O apoio de um software de recursos humanos, caso seja a área em questão, permite o acesso a relatórios fidedignos e sólidos, onde podem fundamentar opiniões e intuições.

A comunicação é um valor fundamental, colocar questões numa entrevista que fazem sentido, e reconhecer as qualidades do interlocutor, de forma a evitar mal entendidos. Procurar candidatos que consigam adaptar o seu discurso conforme a mensagem e o público a que se destina.

Trabalhar em equipa, seja integrando um grupo já existente de trabalho ou iniciando um novo. É importante perceber se o candidato ao falar de experiencias de trabalho passadas, atribui a si todos os méritos ou reconhece o trabalho da equipa em que esteve inserido. Também devem verificar se demonstra interesse em ajudar outros colaboradores, se tem uma atitude generosa de envolvimento, em auxílio do coletivo. Pode-se considerar que este é um sinal inicial de liderança, a que devem estar atentos.

A evolução destas caraterísticas pode ser monitorizada de forma cuidada com um software de recursos humanos, acompanhando a evolução dos colaboradores, simplificando os processos de avaliação, e identificando competências e necessidades de formação, percebendo como podem ser geridas em benefício da empresa.

Faturação

4 Tendências para pequenos negócios

Tendências para acompanharem: conetividade e pagamentos nos pequenos negócios. Para os pequenos negócios, trabalhar com dinheiro e garantir que se tem um fluxo de caixa é uma preocupação constante. O surgir das novas tecnologias iniciou uma revolução nas formas…

Contabilidade

Gerir um escritório de contabilidade

Saiba tudo sobre as nossas sugestões para as empresas de contabilidade. A especificidade do trabalho e do conhecimento (bem como, na maioria dos casos, da obrigatoriedade de apresentação de contabilidade organizada) origina um fluxo de novos clientes proporcional à…

BMS

O que é a Gestão de Conhecimento?

Saibam como a gestão de conhecimento pode transformar a vossa empresa. Este termo foi cunhado no inicio da década de 90 e é frequente ouvirmos esta expressão associada a grandes empresas. No entanto, a sua aplicação é aplicável a…